terça-feira, 16 de junho de 2015

SEGREDO PARA SER UM PAÍS DE SUCESSO

POR QUE UMA NAÇÃO SUCUMBE?
Pr. Érico R. Bussinger
formação de uma nação é algo digno de estudos, em várias áreas. Os valores comuns, raças, cultura, religião, características geográficas, entre outros, são fatores que determinam a existência e a perpetuação de uma nação. Lembre-se que muitas nações já foram extintas no decorrer da História. Para o povo de Israel, por exemplo, segundo a Bíblia, esta formação foi extremamente penosa. Nesse processo todo o cativeiro no Egito foi uma etapa bastante essencial. O povo de Israel sofreu no Egito, para se formar e subsistir. Aparentemente, as demais nações cananéias tiveram muito mais facilidade para se formar que a nação israelita.
Com relação a Israel, nos é dito na Bíblia que todo o processo de sua formação foi dirigido por Deus. Sem pressa. Veja-se, por exemplo, os 400 anos da época dos juízes. Que dificuldade! Neste caso nós sabemos, pela revelação bíblica, que todo o conseqüente sucesso ou as maldições e derrotas, tudo dependeria de um fator só: a obediência do povo aos mandamentos do Senhor “seu” Deus. A História do povo de Israel exemplifica bem esse critério estabelecido por Deus. As derrotas que vieram, o extermínio das 10 tribos do Reino do Norte e o Cativeiro de Judá são prova disso.
Em nossos dias temos o exemplo bem vivo do Haiti. Há 200 anos atrás era o país mais rico das Américas e um grande exportador de açúcar. Hoje é o país mais pobre das Américas, repleto de maldições, promiscuidade, fome, analfabetismo e tudo mais que é deprimente moralmente. A diferença é o pacto maligno que foi feito naquela época com Satanás em nome da nação, através do culto “vodoo”.
Em 2 Cr.7:14 Deus estabelece uma orientação para o “Seu” povo, que se chama pelo Seu nome: “se ele se humilhar, e orar, e me buscar, e se converter dos seus maus caminhos, então Eu ouvirei dos Céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra.” Em primeira análise, isso se aplicou literalmente ao “Seu” povo de Israel. Mas como isso não é mencionado explicitamente, nós também, a eklesia, que somos “Seu” povo hoje (1Pe. 2:9) também estamos debaixo dessa palavra. Isto nos é respaldado pelo próprio Senhor Deus, em Jer.29.
A bênção de Deus sobre uma nação, incluindo as bênçãos da natureza (clima, solo, água, saúde, etc.), dependem de uma atitude do povo de Deus “desta nação”. Seja pequeno ou grande. Poucos ou muitos. Não importa, desde que seja povo de Deus (tenha essa identidade). Mesmo que a nação seja gigante (como a China hoje), as bênçãos de Deus sobre essa nação dependerão só da atitude sacerdotal do povo de Deus nessa nação. Não dependerão da população, bem como não dependerão da quantidade de pessoas más nessa nação, da existência de leis “imorais” (como a da homofobia) nem da doutrina religiosa da maioria do povo. Dependerá tão somente da atitude do povo de Deus dessa nação: humilhação, oração, busca do Senhor e arrependimento de maus caminhos.
Será que mediante essa palavra de Deus dá para se prever o futuro do Brasil? Sim. Basta observar a “atitude do povo de Deus no Brasil!” O que os cristãos brasileiros estão fazendo? Que atitude estão tendo perante Deus? Observe que não é necessária alguma atitude diante da população do país (segundo o texto), mas tão somente perante o Senhor. Portanto, o segredo da bênção sobre uma nação está tão somente nos joelhos dos cristãos dessa nação... Não no seu “marketing”, nas suas estratégias ou na sua força política (Zc.4:6). Mas tão somente nos seus joelhos.
Você entende isso? E a sua parte nesse processo?