quarta-feira, 17 de junho de 2015

ACERCA DE GOGUE E MAGOGUE-Ez.38 e 39

ACERCA DE GOGUE E MAGOGUE-Ez.38 e 39
Pr.Érico Rodolpho Bussinger
As profecias preditivas ocupam quase a terça parte do volume total das Escrituras, exatamente do princípio ao fim da Bíblia. Desde as profecias pessoais até às definições detalhadas dos juízos do Apocalipse, Deus se revela como tendo uma certa predileção em anunciar o porvir (Am.3:7 e Ap.1:1).
O que Deus nos diz claramente na Bíblia não admite interpretações particulares (2Pe.1:20). Mas o que nos é revelado de forma figurada ou mesmo descrito genericamente, entendemos que fica para nós outros a tarefa de buscar sua interpretação na ajuda do Espírito Santo.
Uma das linhas escatológicas mais populares e que também eu adoto é o quadro das DISPENSAÇÕES como esboçado por Scoffield. Sou pré-milenista (o milênio ainda está por vir) e pré-tribulacionista (o Arrebatamento da Igreja ocorrerá antes da Grande Tribulação). Após esses 7 anos de intensos acontecimentos na Terra, produzidos pelo homem e também por Deus, ocorrerá a 2ª. Vinda de Jesus Cristo. Dentro desse quadro, a Grande Tribulação terá início com o Arrebatamento. Nos ares ocorrerão as Bodas do Cordeiro e o Tribunal de Cristo, para atribuir os galardões.
A 2ª.vinda de Cristo ocorrerá por ocasião da Batalha do Armagedon, que ocorrerá entre as forças do Anti-Cristo, governando o Ocidente( Europa mais EUA) e as tropas do Oriente, lideradas pela China. A batalha terá lugar em Israel, na planície chamada de Esdraelon ou Vale do Armagedon. Israel estará quase todo destruído quando se converterá e Jesus descerá, com poder e grande glória, pisando o Monte das Oliveiras. Após uma grande matança (o lagar da ira de Deus) Ele inaugurará o seu Reino Milenar aqui na Terra.

E onde entra a Rússia, ou Gogue e Magogue nesse quadro?
Lá pela década de 1970 um norte-americano chamado Hal Lindsay escreveu o livro: A AGONIA DO GRANDE PLANETA TERRA, em que ele via as profecias de Ez.38 e 39 como tendo cumprimento na destruição da União Soviética pelas forças ocidentais, em Israel. Anos mais tarde o comunismo perdeu força e praticamente se extinguiu. O livro saiu das prateleiras. O comunismo já foi vencido, mas não como descrito naquele livro. No entanto, nenhuma outra interpretação plausível a respeito do cumprimento das profecias de Ez.38 e 39 foi apresentada até então. A meu ver, juntar Ez.38 e 39 com o tempo pós-milênio (Ap.20:8) carece de coerência. Fica para nós então a seguinte questão: Gogue e Magogue se interpretam efetivamente como Rússia? Neste caso, como será o seu fim?
Com os acontecimentos recentes da invasão da Líbia pelas forças da OTAN (basicamente EUA, França e Inglaterra), alguns aspectos ficam patentes. Por exemplo, a Rússia não apoiou a invasão, foi radicalmente contra a invasão da Síria (sua aliada) e começou a se precaver contra o expansionismo ocidental (leia-se a base territorial do Anti-Cristo), já presente no Afeganistão, Iraque e agora na Líbia. A Rússia tem demonstrado que não faz parte mesmo do ocidente (Anti-Cristo). Tampouco aceitará ser liderada pela China e demais povos orientais. Em outras palavras, a Rússia não faz parte do quadro bíblico profético do Armagedon. Para mim, a Rússia é um caso à parte e não estará sozinha no tempo do fim. Terá seus aliados, descritos em Ez.38 e 39. Portanto, terá que ser destruída no meio do caminho, antes do Armagedon. E é o que vai acontecer, no meu entender. Seguindo os últimos acontecimentos no Oriente Médio e agora envolvendo mais a Síria e Israel, a Rússia tentará uma intervenção lá, que provocará o seu fim. Para que isso ocorra, novos desdobramentos terão que ocorrer lá pelo Oriente Médio. E é o que veremos nos próximos anos (ou dias?).
A destruição da Rússia, a meu ver, inaugurará a segunda metade da GRANDE TRIBULAÇÃO preparará o caminho para os povos do Oriente serem atraídos para o Armagedon.
Será assim? Ou de que outra forma?