terça-feira, 16 de junho de 2015

DEUS ENTENDE DE SEXO

O MELHOR SEXO É PARA CASAIS – O PAPEL DA PUREZA
Pr. Érico Rodolpho Bussinger
A Bíblia tem um livro difícil de ser compreendido. Por incrível que pareça, estou me referindo ao livro de Cantares de Salomão. A descrição do romance entre um homem e sua mulher, nos moldes orientais e antigos, por vezes nos faz hoje rir. Mas se cremos que toda a Bíblia é inspirada por Deus, é evidente que devemos tirar desse livro o máximo de proveito.
Há muitos puristas, moralistas ou simplesmente místicos (ou sedentos de interpretações) que se esforçam por ver nesse livro somente a referência ao relacionamento entre Jesus e a sua noiva, a igreja. E se não há nada contra (em outros textos da Bíblia), é um caminho possível. No entanto, por uma boa exegese, em princípio devemos entender o que se diz como o que se quer dizer. Ou seja, o livro é real e é para casais.
Em Ct.4:7 Salomão declara: “Tu és toda formosa, querida minha, e em ti não há defeito.” Será? Ou os olhos dele é que eram benignos? Será possível qualquer homem fazer uma declaração tal para a “sua” esposa, sem que seja hipócrita?
E a esposa, mais adiante- Ct.5:16- responde: “O seu falar é muitíssimo doce; sim, ele é totalmente desejável. Tal é o meu amado, tal o meu esposo, ó filhas de Jerusalém.” De igual maneira, qualquer mulher “pode” dizer isso de seu esposo? Ainda mais em público, para as outras mulheres (“filhas de Jerusalém”)?
Caso essa maneira romântica de tratar o cônjuge seja possível, então entenderemos um dos grandes propósitos de Deus ao incluir o livro de Cantares no meio dos outros livros “tão sagrados”.
De fato, Deus estabelece alguns balizadores para nós entendermos o mecanismo do relacionamento conjugal , ou sexual. Para Deus, na Bíblia, casamento é quase sinônimo de relação sexual. Ou seja, a relação é tão “sagrada”, que necessita de um ambiente de compromisso e pureza para que seja realizada. O compromisso do casamento sempre foi tido por Deus como importantíssimo. Em Heb.13:4 Deus exige pureza e compromisso entre casais. O contrário, para Deus, é adultério e impureza, dignos da condenação.
A realidade em nossos dias, nos impõe uma reflexão: Se é assim, então “não se salva quase ninguém” (com respeito à pureza do casamento). Seria mesmo possível essa tal pureza (até no olhar)?
O Senhor Jesus nos ensina que tudo começa com o olhar (Mt.5:28). Depois, o órgão sexual mais poderoso do corpo humano se põe a funcionar: o cérebro (ele mesmo – pesquisas modernas o afirmam). E ao contrário do que muitos de nós pensamos, a tentação (sexual) não vem de fora. Ela parte de nosso cérebro (cada um é tentado pela sua própria cobiça-Tg.1:13,14). Então é possível a gente vencer as tentações? Sim. E é só uma questão de “vontade”. Eu decido e ela se imporá. Nada de “grama mais verde que a minha”. E é fácil assim? É pensamento positivo?
Pesquisas modernas verificaram o efeito da OXITOCINA, substância também considerada como o “hormônio do amor”. E já é até vendido em farmácias-na forma de sprays ou gotas. Pessoas que a têm usado dizem ter efeito positivo. Em outras palavras: quem decide gostar de alguém, seu corpo produz a oxitocina e ela faz com que seu corpo “deseje” a outra pessoa. Em resumo, pode-se gostar de quem se quer. É só questão de decisão. E é claro, o contrário também. Como o conceito de feio e bonito é bastante relativo (quem ama o feio bonito lhe parece), é possível a gente considerar a nossa esposa (ou marido) como a pessoa mais linda e desejável do mundo. É só uma questão de produzir mais OXITOCINA. E isso é resultado de uma decisão mental nossa.
Como vemos, Deus sabe das coisas. E o livro de Cantares não é exagerado. É até possível. Para quem quer.
Paz!