terça-feira, 16 de junho de 2015

QUANDO A GRAÇA DE DEUS NOS FAZ MAL

Um dos assuntos mais palpitantes da Bíblia, inaccessível à mente humana racional e imprescindível para a salvação é exatamente a GRAÇA. Tão importante, mas talvez por isso mesmo, ele é tão deturpado, mal compreendido e até abusado religiosamente. Leia este pequeno texto, escrito pelo pr. Israel Belo a respeito, que recomendo com toda convicção.
A GRAÇA PODE NOS FAZER MAL
A graça de Deus sobre nossas vidas, demonstrada em Jesus Cristo sobre a cruz do perdão, é tão maravilhosa que nunca nos cansamos de nos extasiar diante dela.
No entanto, ela pode nos fazer mal.
Ela nos faz mal quando a compreendemos mal. (Como os andarilhos do caminho para Emaús, podemos estar com Jesus e não perceber que estamos com ele.)
Ela nos faz mal quando a recebemos como se a tivéssemos conquistado. (Não diz o Novo Testamento que ela é um presente?)
Ela nos faz mal quando permitimos nos encher de um ar de superioridade em relação aos outros que imaginamos ainda não foram alcançados por ela. (Jesus nos ensinou a orar como o publicano-falho, não como o fariseu-perfeito.)
Ela nos faz mal quando a usamos para descansar (nos acomodarmos) de nossa tendência à prática das perversidades, especialmente as sutis. (Na batalha espiritual travada dentro do nosso coração, perderemos, se relaxarmos.)
Ela nos faz mal quando nos servimos dela de biombo para não produzir gestos de misericórdia para com o próximo. (Tiago disse que a fé sem obras de bondade é falsa.)
Ela nos faz mal quando deixamos de crescer no conhecimento dela (de Deus), como se já soubéssemos tudo. (O apóstolo Paulo, quando foi convertido, retirou-se para o deserto para estudar.)
Desejo-lhe um BOM DIA. Israel Belo de Azevedo