terça-feira, 11 de agosto de 2015

O QUE TODO CRISTÃO PRECISA SABER

AS  QUATRO  LEIS  ESPIRITUAIS

     Costuma-se designar por este termo (4 Leis Espirituais) uma espécie de resumo do que é importante para a salvação eterna de uma pessoa, segundo a colocação da Bíblia.  É evidente que o assunto pode ser aprofundado teologicamente em muito.  Mas como Deus deseja que todos sejam salvos (1Tm.2:4), Ele pode conseguir, através desse mínimo, revelar a qualquer pessoa o Seu Plano de Salvação, que vem a ser para nós humanos o assunto mais essencial de toda a Bíblia.
     Enunciadas resumidamente, essas 4 Leis Espirituais são as seguintes:
1ª)  TODOS  SÃO  PECADORES – Rm.3:10,23 – A realidade do ser humano perante Deus: Toda a raça humana degenerada, o ser humano nascido em pecado e pecando em toda a sua existência.  Total incapacidade de uma pessoa ser boa por si só perante Deus.

2ª) O  SALÁRIO  DO  PECADO  É  A  MORTE – Rm.6:23 – Devido ao fato de Deus ser justo, Ele não pode negar a Sua natureza de justiça.  Em conseqüência, quem estiver em pecado não poderá ver nunca a Deus.  O Juízo Final será totalmente justo e Deus condenará cada um à morte eterna, onde cada pessoa pagará a pena que seus pecados merecerem.  Por isso todos seriam condenados.

3ª) JESUS  MORREU  POR  CADA  PESSOA – Jo.3:16 e Rm.6:23 – O amor de Deus por toda a raça humana fez com que Ele enviasse Seu próprio Filho Jesus Cristo para morrer na cruz, pagando os pecados de cada pessoa perante a justiça de Deus.

4ª) É  NECESSÁRIO  QUE  CADA PESSOA  CREIA  EM  JESUS – Rm.10:9,10 – Embora o remédio de Deus seja eficaz, é necessário tomá-lo.  Cada pessoa que quiser a salvação terá que vir a Jesus e reconhecê-lo como Senhor da sua vida, entregando-se a Ele.  Por essa decisão individual aquele sacrifício na cruz valerá por essa pessoa e ela será aceita por Deus e salva por toda a eternidade.


     O sacrifício de Jesus na cruz é eficaz e válido para pagar perante a justiça de Deus os pecados de todas as pessoas.  Mas é necessário que se tome posse desse efeito salvador da morte de Jesus.  É necessário que cada pessoa reconheça seu estado de pecado e perdição, se arrependa e se renda a Jesus como Senhor.  Essa decisão precisa ser tomada e essa mensagem precisa ser pregada (Rm.10:14).