quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

OLHA O ARMAGEDON se delineando.

COMEÇA A FORMAÇÃO DO BLOCO DE PAÍSES DO ORIENTE QUE PARTICIPARÃO DA BATALHA DO ARMAGEDON

     Eu anexo uma notícia da agência internacional REUTERS para verificarmos quão perto estamos do cumprimento final das profecias bíblicas sobre a batalha do Armagedon, no final da Grande Tribulação. Segundo a nossa interpretação (e de muitos outros estudiosos), essa batalha se dará entre forças do Anti-Cristo (EUA + Europa + Ocidente), que já estarão dominando Israel e o bloco de países do Oriente, liderados pela China, que virá invadir Israel. O confronto, entretanto, não acontecerá, porque o Senhor Jesus descerá com poder, montado em seu “Cavalo Branco”, cumprindo assim Ap.19.

     Até nossos dias, há muitos países capitalistas fortes no Oriente, que se aliam aos EUA e ao mundo ocidental. Entre eles, Japão, Coréia do Sul, Taiwan, Austrália, Nova Zelândia, etc. A China, por enquanto, está de outro lado, porém, se tornando mais capitalista e mais aberta a seus vizinhos. E vai se aproximando economicamente deles, visando alianças.

     Com o espírito do Anti-Cristo em mente, o presidente Barack Obama entabulou uma aliança de países capitalistas no Oceano Pacífico, contra a China. O interesse era ocidental. Era a TPP. Ocorre que o presidente Donald Trump se elegeu presidente dos EUA e verificou que seu país daria proteção bélica ao grupo (necessária, por exemplo, para garantir a livre navegação e aviação) e arcaria com a responsabilidade de ser o maior mercado “comprador” do bloco. O déficit comercial para os EUA seria evidente. Em troca, só o papel de ser “admirado” pelos outros países. Esse papel não interessava aos EUA e, por isso, abortou esse tratado.

     Vendo seus interesses naufragarem, alguns desses países (veja a notícia) já cogitam uma maior aproximação com a China. Na troca dos EUA pela China, capitalista por capitalista e, caso a China ofereça vantagens, esses países se aproximariam mais ainda do gigante asiático. Quem ainda resiste é o Japão, por razões culturais e históricas (o Japão já invadiu a China por várias vezes). Mas com o passar dos anos as barreiras vão cair frente aos interesses comerciais e a China virá a ser o grande país capitalista líder do grupo.

     Nos próximos anos veremos a marcha do Armagedon tomar lugar e os países do Oriente se aproximarão mais e mais.

     Nessa direção o “cristão” Donald Trump, em defesa dos “cristãos” norte-americanos, estará dando uma boa ajuda, apressando a data do Armagedon.   E também a volta do Senhor Jesus.

                             PR. Érico R. Bussinger  em 26 jan 2017

 

Após saída dos EUA Nova Zelândia e Austrália querem incluir China no acordo TPP

DA REUTERS    DE SÃO PAULO
     Austrália e Nova Zelândia anunciaram nesta terça (24) que pretendem salvar a Parceria Transpacífico (TPP) ao encorajar a China e outros países asiáticos a aderir ao acordo de comércio internacional, depois que o presidente dos EUA, Donald Trump, cumpriu sua promessa e se retirou do pacto em decreto assinado na segunda (23-jan17).

     A TPP, que havia sido assinada mas não ratificada pelo Congresso dos EUA, tinha o apoio do ex-presidente Barack Obama justamente por servir de contrapeso à influência chinesa na região do Pacífico. A idéia era isolar Pequim, que não participou das negociações do acordo. Agora, a China é cortejada para integrar uma tentativa de TPP remodelado e pode expandir seu poderio econômico.